segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Decepcionados consigo mesmo


Que a decepção não é uma novidade, tudo bem! Mas, quando nos damos conta de que a decepção é conosco mesmo?
É muito mais complicado quando o motivo das nossas decepções somos nós!

“Devia ter feito dessa forma, mas não fiz!”
“Não podia ter respondido assim, mas respondi!”

Gosto da Bíblia porque percebemos que Deus não nos esconde a realidade da vida de seus homens, todos aqueles que Deus escolheu para a sua missão eram pessoas incompletas, que tinham problemas, dificuldades e que também se decepcionavam, como é o caso de Pedro.

Pedro era judeu, desejava reconquistar o domínio de sua nação, que padecia sob o julgo romano nos seus dias, e também era um discípulo de Jesus Cristo. Ele tinha muitas qualidades, mas também tinha defeitos. 

Pedro passa por uma amarga experiência de achar que era bom o suficiente para seguir Jesus Cristo até o fim, e ele não consegue. Jesus é levado preso, e Pedro foge.

Mas não foge pra muito longe, ele fica acompanhando pelos cantos para saber aonde estão levando Jesus e o que estão fazendo com ele. Sendo reconhecido por alguns, ele nega Jesus três vezes. Logo Pedro, que achou que iria até o fim...

O gosto amargo da decepção corrói nosso interior, quebra o nosso relacionamento com Deus e com as pessoas à nossa volta. Se você faz parte de um grupo específico de pessoas e já se sentiu envergonhado por ter feito algo que não devia, deve-se lembrar que a primeira reação foi tentar se afastar do grupo. Assim como Pedro ficamos de longe, sem compromisso, apenas observando.

Mas a realidade de um Deus amoroso nos mostra que Jesus Cristo não se espantou nem um pouco com a atitude de Pedro, ele já sabia! Ele até avisou Pedro!


Depois de ter morrido e de ter ressuscitado, Jesus Cristo chama Pedro para um churrasco na praia, e ali confirma que de fato Pedro o amou sempre, não como acreditava amar, mas sempre o amou.


Pedro teve a oportunidade de mostrar seu arrependimento, e de ouvir o convite de Jesus apascenta as minhas ovelhas, mas muito mais que isso, Jesus queria que Pedro entendesse que ele nunca seria autossuficiente, e então diz a Pedro: Segue-me.

Decepção não é fácil! Mas o mesmo Cristo que morreu e ressuscitou, que encontrou Pedro na praia para perdoá-lo, também nos espera para um encontro onde podemos ouvir uma palavra amiga de perdão. E não se espante se você ouvir em seguida: “Segue-me”.


Deus o abençoe


@SandroValerius

Essa reflexão faz parte de uma série de mensagens sobre a Decepção. E quero convidá-lo a ouvir toda a mensagem clicando no vídeo abaixo: