quinta-feira, 26 de maio de 2011

Estava pregando semanas atrás sobre a ótica da gratidão, lembrando que devemos aprender a sermos gratos por tudo o que Deus nos dá!
Naquele domingo eu separei a história de Zac Smith, que está logo abaixo.


Dias depois, eu ainda refletia sobre a gratidão e percebi que a gratidão está diretamente ligada a fé! 

Todos sabem como não gosto da linha da teologia da prosperidade e quando me recordo de antigas pregações nessa linha uma frase ficou fixa na minha mente: “você tem fé para conseguir isso?”, essas frases de efeito são lançadas em várias configurações “fé para vencer”, “fé para isso”, “fé para aquilo”.

Lembrando desses sermões o texto bíblico mais citado é o da carta aos Hebreus “...a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem”. E é verdade, mas se continuarmos lendo o texto, percebemos que a conquista que o autor da carta está falando, não tem nada a ver com objetos, cura, realizações, mas de testemunho, de vida eterna, de uma glória que está além da vida.
Os chamados “heróis da fé” são marcados por derrotados, assassinados, perseguidos, presos... dentre eles são poucos os que tiveram um fim excelente do ponto de vista humano.

Então o que é a fé?

De volta à história do Zac! A fé, é a certeza de que se tudo for bem, e Deus nos ajudar, ele é Deus, ele é bom. Mas se Deus, por algum motivo que a minha mente humana não compreende, resolver não me dar o carro novo, não aumentar o meu salário, não me curar de um câncer e não me tornar famoso e rico, ele ainda é Deus, ele ainda é bom!


Fé para conquistar coisas, não é fé, é um mecanismo de satisfação, um placebo social e religioso, mas Fé, é crer que Deus é Deus, apesar de todas as coisas.

Por isso sou grato!


Você pode ler mais sobre os heróis da fé na carta aos Hebreus capítulo 11

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Estar ao lado

Queria comentar sobre minha tarefa de hoje!
Mais que a tarefa de pastor, diria a tarefa de um amigo!
Nada penoso, nada complicado, pois fui passar a manhã com um grande amigo e simplesmente “estar ao seu lado”.


Apenas isso!

É quase impossível pensar em amizades e não se lembrar de homens do passado que viveram amizades tão forte como se seus sangues tivessem o mesmo DNA, que os levaram a dar a própria vida um pelo outro, como foi o caso de Davi e Jônatas. Várias vezes vemos Jônatas enfrentando seu pai, que era um rei, por causa de Davi, ou Davi enfrentando perigos por causa de Jônatas. Uma amizade que vai além da morte, pois mesmo depois que Jônatas morre é Davi quem sustenta o seu filho.


Mas não havia perigos nessa manhã, não havia lutas ou espadas. Apenas um amigo que não está bem de saúde.

Não sou médico.
Não sou um terapeuta profissional.
Sou um amigo.

Levei um filme que gostamos de assistir, e já assistimos juntos várias vezes.
Fiquei do lado dele.
Quando queria conversar eu estava ali, quando queria silêncio eu estava ali.

Amigos para baladas, para as bebidas e churrascos você encontra em qualquer lugar.
Complicado mesmo, são os amigos que apenas e tão somente estão ao lado.
Sem empolgação para um salto, uma aventura ou uma viagem, apenas ao lado!


E você?
Já experimentou a oportunidade de estender sua amizade para apenas estar ao lado de alguém?


* Para conhecer a história de Davi e Jônatas, leia o primeiro livro de Samuel, capítulo 18
* Quero agradecer a @SiCaetano_ pelo incentivo