sexta-feira, 4 de julho de 2014

Dica de leitura: A culpa é das estrelas

No início desse ano eu e minha filha mais velha entramos numa empreitada, a leitura da obra mais conhecida de John Green, “A Culpa é das Estrelas” e recentemente o lançamento do filme no cinema.

O romance tem como tema principal o relacionamento amoroso ente dois adolescentes, Hazel Grace e Augustus Waters, ambos vítimas de câncer.

O enredo não é muito complexo e na verdade, eu até diria que é meio água com açúcar, mas o que mais me impressionou nesse romance foi a forma como John Green nos apresenta pessoas tão reais, vivendo dilemas sérios e complicados, e a simplicidade como as personagens conseguem atravessar seus obstáculos, chegando a transformá-los em piada.

Durante muito tempo, frequentei Comunidades Cristãs com uma forte tendência a não aceitar o improvável, como se Deus tivesse a obrigação de resolver todos os nossos problemas, ele tem que curar, ele tem que libertar, ele tem que fazer, determinam, exigem, e etc. Seu modelo de pessoa agraciada por Deus é a pessoa que não se adoenta, que não tem dificuldades financeiras, que não tem problemas maiores, Deus é um mordomo que resolve tudo.

No entanto, penso que é possível ver mais fé em pessoas como as personagens de John Green, do que podemos perceber em muitos espetáculos religiosos. Em “A culpa é das Estrelas”, as personagens não são milagrosamente curadas, e nem por isso suas vidas são um fracasso. 

Cada minuto de vida é um presente.

Recomendo essa leitura, ou o filme, espero que você se emocione com a história, e também, que possa refletir sobre suas próprias limitações e a maneira como tem encarado cada problema.

Sandro Valérius

ps: assistam ao trailer do filme

Nenhum comentário: